Artesanato em pedra

É basáltica a pedra existente no Arquipélago. Possuidora de uma personalidade e qualidade própria, tem permitido o«aos artesãos que a utilizam e trabalham enriquecer o património regional, muito especialmente quando a empregam na arquitectura. O contraste da sua cor escura com o branco das paredes é uma das imagens de marca visual de todo o Arquipélago, exaltando toda a capacidade criadora dos canteiros, hábeis no lavrado dos mais complexos ornatos que embelezam edíficios religiosos, públicos, habitações e praças.

Vulcânica rocha que, igualmente, perpetua nos tempos os trabalhos escultóricos dos artesãos – artistas ou complemente várias peças de artesanato destas atlânticas ilhas, numa crescente afirmação de novas utilidades desta riqueza do Arquipélago.

Cantaria Artística

Grinaldas, flores, festões, carteladas, medalhões, colunas, volutas e outros tantos ornatos, em fina cantaria, enchem de encantos o olhar de quem admira a arquitectura açoriana. Tudo obra, quase sempre, de anónimos canteiros a emprestar leveza, volume e esplendor à robustez de formas das construções tradicionais, ou às linhas mais aligeiradas das actuais edificações do Arquipélago.

Domínio de técnicas seculares e contemporâneas, permitem um restauro rigoroso do património da Região e preservar o gosto por peças tradicionais, hoje só com funções decorativas. Fontanários, moinhos manuais, gárgulas, carrancas, óculos e outros artefactos de elevado valor estético continuam a eternizar a arte dos canteiros açorianos.

Back to top button
backspace
caps lock enter
shift shift
Virtual keyboard by Loderi.com   « » { } ~
Translate »
Close
Skip to content