Forte Grande

O Forte Grande integra cinco canhoneiras e quatro pequenas casas. Construído por volta de 1581, foi erguido sob o plano de defesa do engenheiro Thomaz Benedito. Destinado a defender os pontos acessíveis daquela zona da costa, principalmente a calheta, combinando fogos com os fortes que lhe ficavam próximos, e também servia para defender a baía do Fanal, cruzando fogos com o forte de São Diogo situado no Monte Brasil. Apesar da sua pouca altura sobre o nível do mar, e dos mares tempestuosos que batem, este forte permanece em bom estado de conservação, pois foi construído com boas cantarias e sobre rocha firme, apresentando raros indícios de ruínas. Em tempos foi habitado por um veterano e a sua família e também por pessoas carenciadas. Também aqui se passou cinema ao ar livre e foi a sede da Junta de Freguesia de São Mateus. Quando esta se deslocou para as suas novas instalações, o forte abrigou um centro etnográfico servindo então de sede ao grupo folclórico «Modas da Nossa Terra». Assim, se justifica o bom estado de conservação deste forte. Hoje, abriga a sede da Gê-Questa, Associação de Defesa do Ambiente dos Açores.

Back to top button
backspace
caps lock enter
shift shift
Virtual keyboard by Loderi.com   « » { } ~
Translate »
Close
Skip to content